Ivo Oliveira conquista pela segunda vez o Circuito da Moita: “Estou mesmo feliz com esta vitória”

Ivo Oliveira (Axeon Hagens Berman) repetiu a vitória de 2015 e voltou a reinar no Circuito da Moita, na Marinha Grande, diante do vencedor de dois recentes circuitos João Matias (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack) e do vencedor da edição transacta César Martingil (Liberty Seguros-Carglass).

Esta foi a segunda vitória do internacional luso Ivo Oliveira em poucos dias, após ter conquistado no passado dia 26 de Agosto o Circuito da Póvoa da Galega. Hoje na Moita, a vitória teve um sabor especial, como contou ao Cycling & Thoughts: “É um circuito que gosto muito. A correr sozinho é um pouco complicado, por causa dos ataques e de não sabermos quando havemos de ir ou não, mas a duas ou três voltas o pelotão partiu-se e foi a minha sorte. Quase fui apanhado em flagrante, porque comecei a festejar e ainda faltava uma volta. Felizmente consegui aguentar mais uma volta e estou mesmo feliz com esta vitória.”


“Dedico esta vitória a toda a minha família e a todas as pessoas que estão comigo nos momentos mais felizes e nos momentos menos felizes, como quando parti o braço e tive as minhas dificuldades. Estiveram sempre a acompanhar-me a minha família, a minha equipa, os meus treinadores, os meus amigos. É para eles esta vitória e para todos os que gostam de mim”, concluiu Ivo Oliveira.

A 66ª edição do Circuito da Moita viveu-se ao longo de rápidos 75 km, distribuídos por 25 voltas. À imagem dos circuitos anteriores, o pelotão voltou a marcar o ritmo a alta velocidade, dificultando a vida a todas as fugas tentadas ao longo da jornada.

O primeiro a marcar o ritmo na frente do grande grupo foi João Rodrigues (W52-FC Porto), seguindo-se os ataques de corredores da Sicasal-Constantinos-Delta Cafés, Louletano-Hospital de Loulé, Sporting-Tavira, RP-Boavista e Liberty Seguros-Carglass.

À 18ª volta surgiu o ataque do recente vencedor do Circuito de Nafarros Luís Gomes (RP-Boavista), correspondido por António Barbio (Efapel), vencedor da etapa da Nossa Sra. da Assunção na Volta a Portugal. Contudo, o ritmo imposto na perseguição pela W52-FC Porto não deu hipótese a esta jovem dupla.

Na penúltima volta, Ivo Oliveira ganhou uma curta vantagem e quase celebrou antecipadamente à falta de uma volta. Quando tudo parecia perdido, o jovem ciclista não baixou os braços e lutou durante a derradeira volta para agarrar a vitória. Conseguiu fazê-lo, cruzando o risco no momento em que dobrava dois ciclistas e deixando na sua roda o grupo perseguidor encabeçado por João Matias e César Martingil.

Por equipas imperou a W52-FC Porto, seguida da Louletano-Hospital de Loulé e da equipa de clube Liberty Seguros-Carglass.

Na cerimónia do pódio, Rui Sousa (RP-Boavista) recebeu mais uma homenagem por tudo o que deu à modalidade nos 20 anos de carreira.

Resultados
1º Ivo Oliveira (Por) Axeon Hagens Berman
2º João Matias (Por) LA Alumínios-Metalusa-BlackJack
3º César Martingil (Por) Liberty Seguros-Carglass
4º Juan Pérez Martin (Esp) W52-FC Porto
5º Rafael Silva (Por) Efapel
6º Fábio Silvestre (Por) Sporting-Tavira
7º Luís Mendonça (Por) Louletano-Hospital de Loulé
8º Daniel Freitas (Por) W52-FC Porto
9º Domingos Gonçalves (Por) RP-Boavista
10º Óscar Hernández (Esp) Louletano-Hospital de Loulé

ÁLBUM DE FOTOS AQUI!

Ivo Oliveira é novamente feliz no Circuito da Moita (© Helena Dias)
Pelotão na linha de partida (© Helena Dias)
Rui Sousa homenageado no final do Circuito (© Helena Dias)

Ivo Oliveira, João Matias e César Martingil festejaram no pódio (© Helena Dias)


Sem comentários:

Enviar um comentário