Joni Brandão, pódio inédito em Castilla y León

A Vuelta Castilla y León (2.1) está cada vez mais lusitana, não só pela incursão da competição espanhola por terras portuguesas como também pelo elevado número de equipas lusas no pelotão. Na 31ª edição, o pódio contou com a presença lusa de Joni Brandão (Efapel) a finalizar em terceiro da geral, nunca antes alcançado por um ciclista português na história da prova. Alejandro Valverde (Movistar Team) foi o grande vencedor e Pello Bilbao (Caja Rural-Seguros RGA) terminou em segundo lugar.

Joni Brandão conquista pódio inédito em Castilla y León
(foto 
@PhotoGomezSport)

Quatro equipas portuguesas fizeram parte do pelotão de 15 esquadras lideradas pela World Tour Movistar Team de Alejandro Valverde. Do lado lusitano pedalaram Efapel, Rádio Popular-Boavista, Sporting CP-Tavira e W52-FC Porto, às quais se juntaram os lusos José Gonçalves (DNF) e Ricardo Vilela (CG 29º, +9:33") pela espanhola Caja Rural-Seguros RGA.

As três etapas contaram com terreno montanhoso e condições climatéricas extremamente adversas, elevando a dureza da Vuelta já de si exigente. Em todas as jornadas as equipas lusas lutaram pelo protagonismo nas fugas, tendo o espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) andado em fuga nas duas primeiras etapas, agarrando a liderança da montanha, que acabou por conquistar no final da prova. António Barbio (Efapel) fez-lhe companhia na primeira etapa e Rui Vinhas (W52-FC Porto) na segunda, enquanto na última etapa foi Jesús Ezquerra (Sporting CP-Tavira) quem representou as esquadras lusas na frente de corrida.

O pelotão de 103 corredores partiu do asfalto espanhol em Alcanices rumo a território luso para o final da primeira etapa em Bragança. No desfecho dos 166,3 km, a vitória pertenceu ao colombiano Carlos Betancur (Movistar Team), que assim regressou às vitórias dois anos depois do seu último triunfo alcançado na Paris-Nice de 2014. Na segunda etapa, de 170,6 km entre Bragança e novamente o solo espanhol de Fermoselhe, a Movistar Team voltou a brilhar na meta, desta feita com ‘El Bala’ Valverde, mantendo o companheiro Betancur a liderança da geral. Na terceira e derradeira etapa, considerada a etapa rainha, o pelotão partiu de Salamanca e lutou ao longo de 151,4 km pelo objectivo de vencer na chegada de 1ª categoria ao Alto de Candelario. Aqui, o triunfo não fugiu ao favorito Valverde, que arrebatou também a geral final da 31ª edição, de uma Vuelta que nunca tinha conquistado para o seu vasto palmarés.

Os ciclistas lusos destacaram-se em todas as etapas, entrando sempre na discussão dos lugares cimeiros. A Efapel foi a equipa que mais se evidenciou com Alvaro Trueba e Rafael Silva a finalizarem a primeira etapa em 6º e 7º lugar, Henrique Casimiro em 7º na última etapa, destacando-se a performance de Joni Brandão a terminar o primeiro dia em 12º, a segunda etapa em 4º e o último dia em 2º, apenas a 1s de Valverde, o que o elevou a 3º da geral final.

Entre os portugueses, assinalam-se ainda os desempenhos de Rafael Reis (W52-FC Porto), 7º da geral e Top15 nas três etapas, e de César Fonte (Rádio Popular-Boavista) 12º da geral, contando as equipas lusas com sete corredores no Top20.

Quanto à classificação por equipas, a Caja Rural-Seguros RGA agarrou o triunfo no colectivo entre 14 classificadas, ficando as lusas em 3º W52-FC Porto, 5º Efapel, 6º Sporting CP-Tavira e 7º Rádio Popular-Boavista.
 
C.Geral final equipas lusas, via ProCyclingStats
(foto Helena Dias)

C.Geral Final
1º Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team 13:04:55
2º Pello Bilbao (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +30”
3º Joni Brandão (Por) Efapel +1:06”
4º David Arroyo (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +1:10”
5º Jaime Roson (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +1:32”
6º Winner Anacona (Col) Movistar Team +1:43”
7º Rafael Reis (Por) W52-FC Porto +1:43”
8º Garikoitz Bravo (Esp) Euskadi-Murias +2:23”
9º Carlos Betancur (Col) Movistar Team +2:51”
10º Linus Gerdemann (Ger) Stölting Service Group +2:51”
11º José Joaquín Rojas (Esp) Movistar Team +3:59”
12º César Fonte (Por) Rádio Popular-Boavista +3:59”
13º Rinaldo Nocentini (Ita) Sporting CP-Tavira +4:41”
14º Carlos Barbero (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +5:08”
15º Rui Vinhas (Por) W52-FC Porto +6:05”
16º Lluís Mas (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +6:19”
17º Frederico Figueiredo (Por) Rádio Popular-Boavista +7:35”
18º Aitor González (Esp) Euskadi-Murias +7:36”
19º Henrique Casimiro (Por) Efapel +7:37”
20º Mikel Bizkarra (Esp) Euskadi-Murias +7:47”
Resultados completos aqui

1 comentário:

  1. Anónimo17/4/16

    Realço aqui o belíssimo trabalho feito neste blogue acompanhando a par e passo os nossos ciclistas mas não só com a finalidade de informar os seus leitores.

    ResponderEliminar