Et2 Volta ao Algarve: Luis León Sánchez vence na Fóia, Amaro Antunes 7º

O espanhol Luis León Sánchez (Astana) conquistou a etapa rainha e assumiu a liderança da Volta ao Algarve (2.1). No alto da Fóia seguiu-se no pódio da jornada o defensor do título Geraint Thomas (Team Sky) e Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo). Entre os portugueses, o destaque recaiu novamente em Tiago Machado (Team Katusha) e Amaro Antunes (LA Alumínios-Antarte), 5º e 7º na meta.


“Estou muito feliz com a vitória de hoje frente a rivais tão fortes. Sabia que a minha condição era boa, mas não sabia como podia actuar num final em alto como este. Quando [Geraint] Thomas atacou, estava a olhar para Contador à espera da sua resposta. O vento estava tão forte do nosso lado esquerdo, mas tive boas pernas. Depois, decidi eu responder e consegui superar Thomas e vencer esta difícil etapa.” Afirmou Luis León Sánchez no final da etapa, acrescentando: “Quero agradecer a todos os meus companheiros que me ajudaram hoje. Também uma especial dedicatória para a minha família, que está a fazer muitos sacrifícios comigo tantos dias longe de casa. Esta vitória é uma forma de dizer obrigado. Amanhã há um contra-relógio individual, onde normalmente sou bom. Vamos ver o que acontece.”

Em dia de etapa rainha na Algarvia, a segunda jornada ligou Lagoa ao Alto da Fóia, em Monchique, num total de 198,6 km e quatro prémios de montanha a marcar os derradeiros 60 km.

Na fuga do dia, presença do luso Ricardo Mestre (W52-FC Porto) juntamente com Oliver Naesen (IAM Cycling), Sean de Bie (Lotto Soudal), Gregory Rast (Trek-Segafredo), Jonathan Lastra (Caja Rural-Seguros RGA), Alberto Cecchin (Team Roth) e Jonas Koch (Verva ActiveJet).

As metas volantes disputaram-se entre os homens da frente com Jonathan Lastra a ser o primeiro no primeiro sprint intermédio, frente ao Autódromo Internacional do Algarve. No segundo sprint em Vila do Bispo destacou-se Alberto Cecchin e no terceiro em Aljezur Oliver Naesen, o mesmo a coroar a primeira montanha da jornada em Padescas (3ªcat. km 140,6), após a qual terminou a aventura por força dos pedais da russa Tinkoff, de Alberto Contador e Sérgio Paulinho, no comando do pelotão.

À medida que se aproximou a segunda subida, o belga Dries Devenyns (IAM Cycling) ganhou uma curta vantagem, coroando o alto da Picota (3ªcat. km 170,3), terminando a curta aventura antes da penúltima escalada.

Os momentos decisivos estavam à porta e um dos máximos favoritos não perdeu tempo. Na subida a Pomba (2ªcat. km 184,9), o campeão espanhol Alberto Contador (Tinkoff) foi o primeiro a coroar o alto, seguido de Diego Rosa (Astana), Ilnur Zakarin (Team Katusha) e Ion Izagirre (Movistar Team). Restavam 13,7 km para o final e a crucial subida a Fóia (1ªcat.).

As movimentações sucederam-se e à falta de 6 km ganhou vantagem um quarteto composto pelo luso Nelson Oliveira (Movistar Team), Zdenek Stybar (Etixx-Quick Step), Diego Rosa (Astana) e Robert Gesink (LottoNL-Jumbo). Aos pés de Fóia, este grupo contava com 10s de vantagem, que não foram impedimento para os ataques que se seguiram.

Entre as pedaladas mais fortes destacaram-se as do espanhol Luis León Sánchez (Astana), vencedor da etapa e novo líder da camisola amarela, dos pontos e da montanha. Héctor Saez (Caja Rural-Seguros RGA) subiu ao comando da juventude.

Pelo segundo dia consecutivo, Tiago Machado (Team Katusha) foi o primeiro luso a cruzar a meta, hoje na 5ª posição (+5”). Também nos lugares cimeiros, o luso Amaro Antunes (LA Alumínios-Antarte) voltou a demonstrar o seu valor protagonizando um grande final entre os primeiros, finalizando em 7º na Fóia (+9”), diante de nomes como o italiano Fabio Aru (Astana) em 10º (+15”) ou Alberto Contador (Tinkoff) em 21º (+24”).

Entre os dez abandonos do dia conta-se o de Joaquim Rodríguez (Katusha Team), por uma forte infecção na garganta. O dia também não foi fácil para as equipas continentais lusas, que perderam homens importantes pela queda colectiva sucedida antes das metas volantes, levando ao abandono de Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista), António Carvalho (W52-FC Porto) e Pedro Paulinho (LA Alumínios-Antarte).

Amanhã, na terceira etapa, chega o contra-relógio individual de 18 km, em Sagres.
 
Luis León Sánchez triunfa na Fóia e sobe à liderança da geral
(foto @AstanaTeam)

Resultados Et2
1 Luis León Sánchez (Esp) Astana 5:08:25
2 Geraint Thomas (GBr) Team Sky +1”
3 Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo +3”
4 Ion Izagirre (Esp) Movistar Team +3”
5 Tiago Machado (Por) Team Katusha +5”
6 Thibaut Pinot (Fra) FDJ +5”
7 Amaro Antunes (Por) LA Alumínios-Antarte +9”
8 Héctor Saez (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +13”
9 Tiesj Benoot (Bel) Lotto Soudal +13”
10 Fabio Aru (Ita) Astana +15”

CG
1 Luis León Sánchez (Esp) Astana 9:00:50
2 Geraint Thomas (GBr) Team Sky +5”
3 Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo +9”
4 Ion Izagirre (Esp) Movistar Team +13”
5 Tiago Machado (Por) Team Katusha +15”
6 Thibaut Pinot (Fra) FDJ +15”
7 Amaro Antunes (Por) LA Alumínios-Antarte +19”
8 Héctor Saez (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +23”
9 Tiesj Benoot (Bel) Lotto Soudal +23”
10 Jarlinson Pantano (Col) IAM Cycling +25”
Resultados completos aqui
______
Et1 Volta ao Algarve: Kittel vence em Albufeira
Volta ao Algarve 2016: percurso e equipas

1 comentário:

  1. Anónimo18/2/16

    Quem acompanha esta modalidade tem de realçar o esforço por oferecer uma informação cuidada e detalhada neste blogue. Pela qualidade o meu agradecimento.

    ResponderEliminar