Et5 Tour of the Gila: Rob Britton conquista Gila

A batalha final de Gila Monster Road Race deu uma reviravolta na geral do Tour of the Gila com uma dupla vitória canadiana. Michael Woods ofereceu o terceiro triunfo desta 29ª edição à Optum p/b Kelly Benefit Strategies e o conterrâneo Rob Britton conquistou a geral para a Team SmartStop.

A quinta e última etapa do Tour of the Gila apresentou-se como decisiva e a mais dura das jornadas. Gila Monster Road Race serviu ao pelotão 161,9 km e cinco escaladas, uma de 1ª categoria e duas de 2ª e 3ª, coincidindo a última com a meta em Pinos Altos. O colombiano Rafael Montiel (Orgullo Antioqueño) partia na liderança, alcançada desde o primeiro dia, sabendo da batalha impiedosa que o esperava e tendo como principais adversários Rob Britton (Team SmartStop) a 24s da desejada camisola e Daniel Jaramillo (Jamis-Hagens Berman) a 54s.

O pelotão fez frente à dureza da jornada, desenhada ao longo das cinco escaladas: 3ª categoria (km 22,4 a 2069m), 2ª categoria de Anderson Vista (km 88,4 a 2283m), 1ª categoria de Anderson Vista (km 121,2 a 2283m), 2ª categoria de Wild Horse Mesa (km 138,9 a 2277m) e a 3ª categoria na meta em Pinos Altos (a 2120m).

O momento crucial, que marcou a viragem na história da conquista de Gila, chegou a 20 km do final. Com o pelotão destroçado pelas escaladas e sucessivos ataques, ficou na frente um grupo de oito onde figurava Chris Horner (Airgas Safeway), o vencedor da Vuelta a España 2013 e do Tour of California 2011, que em Gila ocupava o 16º lugar geral, o líder da montanha Cristhian Montoya (Orgullo Antioqueño) a par do seu líder Rafael Montiel, os mais directos rivais Rob Britton e Daniel Jaramillo, além de Michael Woods.

À falta de 10 km, Britton e Woods desferiram um ataque, unindo esforços até ao cume de Pinos Altos. No culminar de tão arrebatadora etapa, Michael Woods cruzou vitoriosamente a meta, somando o segundo triunfo da temporada que começou brilhante com a vitória em Março da Clássica Internacional de Loulé em Portugal.

Ao cruzar a meta com tamanha vantagem sobre Montiel, que perdeu mais de 3 minutos, Rob Britton assegurou aos 30 anos a vitória do Tour of the Gila. Daniel Jaramillo (Jamis-Hagens Berman) terminou em 2º da geral e Gavin Mannion (Jelly Belly p/b Maxxis)  em 3º a fechar o pódio.

O que fica desta 29ª edição? A majestosa vitória de Rafael Montiel no primeiro dia em Mogollon e a luta diária por manter a liderança, que acabou por perder no cair do pano em Gila, finalizando em 12º geral. As três vitórias da Optum p/b Kelly Benefit Strategies, através do sprint de Eric Young em Fort Bayard, do contra-relógio de Tom Zirbel em Tyrone e a fechar em Pinos Altos o triunfo de Michael Woods. O sprint em Silver City que viu Lucas Haedo (Jamis-Hagens Berman) sorrir na meta e o não baixar os braços de Rob Britton (Team SmartStop) na conquista do Tour of the Gila.
 
Rob Britton conquista Gila
(foto @TeamSmartStop)
Resultados Et5
1 Michael Woods (Can) Optum p/b Kelly Benefit Strategies 4:09:58
2 Daniel Jaramillo (Col) Jamis-Hagens Berman m.t.
3 Robinson Chalapud (Col) Orgullo Antioqueño m.t.
4 Chris Horner (USA) Airgas Safeway Cycling m.t.
5 Adam De Vos (Can) H&R Block Pro Cycling m.t.
6 Emerson Oronte (USA) Altovelo-Seasucker m.t.
7 Rob Britton (Can) Team SmartStop m.t.
8 Janez Brajkovic (Slo) UnitedHealthcare +5”
9 Frayre Eder (Mex) IRT Racing +6”
10 Jonathan Hornbeck (USA) Hincapie Racing Team +6”
53 Rúben Guerreiro (Por) Axeon Cycling Team +13:37"

Geral Final
1 Rob Britton (Can) Team SmartStop 12:56:25
2 Daniel Jaramillo (Col) Jamis-Hagens Berman +24”
3 Gavin Mannion (USA) Jelly Belly p/b Maxxis +56”
4 Michael Woods (Can) Optum p/b Kelly Benefit Strategies +1:05”
5 Janez Brajkovic (Slo) UnitedHealthcare +1:14”
6 Robinson Chalapud (Col) Orgullo Antioqueño +1:20”
7 Adam De Vos (Can) H&R Block Pro Cycling +1:20”
8 Tao Geoghegan Hart (GBr) Axeon Cycling Team +1:31”
9 Chris Horner (USA) Airgas Safeway +1:39”
10 Emerson Oronte (USA) Altovelo-Seasucker +1:39"
50 Rúben Guerreiro (Por) Axeon Cycling Team +19:34"
Resultados completos aqui
______
(escrito em português de acordo com a antiga ortografia)

Sem comentários:

Enviar um comentário