Et2 #VAlgarve2018: Louletano mostra-se na hegemonia da Sky

Não é fácil sobressair entre o poderio das equipas WorldTour. Contudo, pelo segundo dia consecutivo, a “pequena” lusa Aviludo-Louletano-Uli mostrou-se perante a hegemonia da “grande” britânica Sky.

O Alto da Fóia, em Monchique, acolheu a vitória de Michal Kwiatkowski (Sky) e a subida do companheiro Geraint Thomas à liderança da camisola amarela, após 187,9 quilómetros com partida em Sagres. Depois de Luís Mendonça (Aviludo-Louletano-Uli) na etapa transacta, hoje foi o dia de Vicente de Mateos chegar entre os primeiros, cruzando a meta em 9º lugar.
 
Michal Kwiatkowski triunfa na Fóia (© Tim De Waele)

Esperava-se um final de etapa isolado, mas o pelotão resolveu fazer a subida da Fóia com um grupo bem composto na frente da corrida. Com a fuga alcançada, boa parte da subida final foi feita com Vasil Kiryienka (Sky) a marcar o ritmo das pedaladas, que pareciam ser rumo à vitória.

Marcos Jurado (Efapel), Oscar Pelegri (RP-Boavista) e Ricardo Mestre (W52-FC Porto) representaram as equipas lusas na fuga da primeira chegada em alto da Algarvia, tendo por companhia os WorldTour Lukas Pöstlberger (Bora-hansgrohe), Yves Lampaert (Quick-Step Floors), Ben King (Dimension Data) e John Degenkolb (Trek-Segafredo). A aventura durou até à entrada do Alto da Fóia, com Pöstlberger e Ben King a serem alcançados à falta de 9 quilómetros.

Foi então que Kiryienka tomou as rédeas da corrida na subida de 1ª categoria, que já tinha começado a 15,2 quilómetros da meta. Iniciando a 4,7% de inclinação, passou para máximos de 9,5%, culminando em 6% de uma pendente que não se fez tão desgastante como se julgava. O bielorrusso da Sky preparava assim o terreno para a dupla glória da armada britânica. À falta de 2 quilómetros, viu chegar junto a si o restante grupo, que iria discutir a vitória da etapa.

O polaco Kwiatkowski não deixou fugir a vitória diante de Bauke Mollema (Trek-Segafredo), do companheiro Geraint Thomas, Daniel Martin (UAE Team Emirates) e Jaime Rosón (Movistar), seguindo-se a três segundos o restante grupo com De Mateos e Richie Porte (BMC).

Entre os ciclistas portugueses, destacou-se em 14º Joaquim Silva (Caja Rural-Seguros RGA), 17º Nelson Oliveira (Movistar) e 19º César Fonte (W52-FC Porto).

Aos 27 anos, o nome de Kwiatkowski (Sky) juntou-se assim ao leque de anteriores vencedores na Fóia: Daniel Martin em 2017, Luis León Sánchez em 2016, Alex Zülle em 2002, José Azevedo em 2001 e 2000 e Andreas Klöden em 1999.

A Sky terminou um brilhante dia com duas vitórias, Kwiatkowski na Algarvia e Wout Poels na Andaluzia.

O dia na Volta ao Algarve ficou ainda marcado pela iniciativa da organização em homenagear o belga Philippe Gilbert (Quick-Step Flors) com o Prémio Prestígio pela sua carreira.

Resultados
Etapa 2: Michal Kwiatkowski (Sky)
CG: Geraint Thomas (Sky)
Pontos: Michal Kwiatkowski (Sky)
Juventude: Sam Oomen (Sunweb)
Montanha: Ben King (Dimension Data)
Equipas: Quick-Step Floors
Resultados completos AQUI

© Helena Dias

© Helena Dias

Sem comentários:

Enviar um comentário