Edgar Pinto pedala sucesso na Skydive Dubai

«Ir para o estrangeiro é o meu grande objectivo, mas torna-se cada vez mais difícil», confessava-nos Edgar Pinto no final da temporada transacta. A meta, que parecia distante de cruzar, conquistou-a através da Skydive Dubai. A equipa sediada nos Emirados Árabes Unidos abriu a porta do ciclismo internacional a um dos mais promissores ciclistas portugueses da actualidade.

Demonstrando uma total adaptação à mudança de realidade ciclística, Edgar Pinto tem somado lugares cimeiros nas provas disputadas até ao momento. Na mais recente competição em Marrocos, tocou a glória da primeira vitória da temporada ao vencer a terceira jornada do Tour du Maroc (2.2), etapa que ligou Khènifra a Fès num total de 165,4 km. Numa volta de dez etapas vividas em estradas praticamente descampadas, o vento, a chuva, o frio e as quedas desgastaram quilómetro após quilómetro um pelotão tenso e ansioso pela linha de meta. Permanecer nos lugares cimeiros da geral tornou-se uma dura tarefa para qualquer corredor, reflectindo-se na diferença de mais de 10 minutos que separaram os primeiros 14 classificados do restante pelotão.

Difícil, mas não impossível para o ciclista lusitano da Skydive Dubai. Edgar Pinto fechou a aventura marroquina na 6ª posição (+3m02s), conquistando a camisola de rei da montanha, que manteve desde a vitoriosa jornada. Este Tour foi ainda mais importante pelo domínio demonstrado pela equipa. Venceram três etapas com Edgar Pinto, o russo Vladimir Gusev e o marroquino Soufiane Haddi, impuseram-se no colectivo e agarraram o 2º lugar da geral pelas pedaladas de Gusev, somente a 8 segundos do vencedor polaco Tomasz Marczynski (Torku Sekerspor). Conseguiram ainda o 4º lugar com Haddi e o 8º posto com o campeão nacional marroquino Adil Jelloul.

A experiência nos Emirados tem-se revelado de sucesso para Edgar Pinto. Na estreia no Dubai Tour (2.HC) fechou em 11º da geral (+23s), prova entre esquadras WorldTour ganha pelo britânico Mark Cavendish (Etixx-Quick Step). Seguiu-se no Gabão La Tropicale Amissa Bongo (2.1), na qual finalizou cinco das oito etapas entre os dez primeiros, ficando em 5º da geral (+3m08s). Também nesta prova a equipa imperou no colectivo e na geral através do campeão tunisino Rafaâ Chtioui.

A esquadra representada pelo manager português Ricardo Martins tem vindo a ganhar terreno no âmbito internacional desde 2014, ano em que somou 15 vitórias nas corridas dos calendários UCI. No presente ano soma já 12 triunfos, demonstrando que as aspirações à subida da categoria Continental ganham forte consistência. Num terreno totalmente díspar do que estava habituado em Portugal com a Continental LA Alumínios-Antarte, Edgar Pinto tem revelado que a oportunidade da Skydive Dubai não surgiu por acaso. Fechou 2014 com chave de ouro vencendo o Ranking Português de Ciclista do Ano, troféu que premeia a regularidade promovido pela APCP – Associação Portuguesa de Ciclistas Profissionais, e soma neste início de 2015 interessantes resultados contando com esta vitória em Marrocos. Um ano que promete ser de sucesso, abençoado pelo nascimento do seu primeiro filho João Miguel.

Edgar Pinto no Tour du Maroc
[Foto Skydive Dubai]
Haddi, Edgar Pinto e Gusev no pódio de Marrocos
[Foto Skydive Dubai]

Sem comentários:

Enviar um comentário