O mundo das bicis


Um mundo que, por vezes, parece fechar-se aos ‘forasteiros’, mas que provoca surpresa e maior encantamento quando os recebe de braços abertos, fazendo sentir que este pode também ser o mundo de quem demonstra muito respeito, admiração e, diria mesmo, adrenalina por cada herói que nos faz sonhar a cada quilómetro pedalado.

Disseram... é uma simples apresentação de uma equipa, não é uma corrida. Não se sente na pele o fervor de se saber onde está o pelotão, se o teu favorito vai ganhar, apesar de no final, ganhe quem ganhar, tudo tem o mesmo sabor, porque para os aficionados do ciclismo todos são heróis até ao último a cruzar a linha de meta. Voltamos à apresentação... não é uma corrida, mas podem-se viver surpresas igualmente inesquecíveis. O visionamento de um vídeo que, ao sabor de uma simples música, leva a viver as sensações que o próprio herói viveu nos Jogos Olímpicos. Uma sentida homenagem a um Director Desportivo, que ajuda a perceber que formar jovens tem muito mais arte do que simplesmente colocar ciclistas na estrada a pedalar. O brilho no olhar de um ou outro jovem por estar na sua equipa de sonho para progredir e tornar-se, um dia mais tarde, a imagem e semelhança do seu ídolo dos pedais.

A apresentação de uma equipa pode não ter a chama de uma corrida, mas tem outros pontos de interesse que, ao olhar de uma apaixonada pelo ciclismo, ajudam a perceber mais intrinsecamente todo este mundo fascinante das bicis. Afinal, o ciclismo não se limita à arte de pedalar. Toda a envolvência, a preparação de uma temporada, a esperança e ilusão de cada corredor e membro da equipa... todos os pormenores contam neste desporto singular.

(escrito em português de acordo com a antiga ortografia)

Sem comentários:

Enviar um comentário