Amaro Antunes: “A Volta ao Algarve é uma prova muito especial para mim”

A Volta ao Algarve de 2018 irá decorrer de 14 a 18 de Fevereiro, mantendo o formato de cinco etapas. Com início em Albufeira e final no Alto do Malhão, a 44ª edição irá percorrer 773,5 quilómetros para encontrar o sucessor de Primoz Roglic (LottoNL-Jumbo), primeiro esloveno da história a conquistar a camisola amarela.

O percurso das etapas não irá sofrer grandes alterações relativamente à edição de 2017, mantendo as duas chegadas previstas ao sprint (etapas 1 e 4), duas chegadas em alto (etapas 2 e 5) e o contra-relógio individual (etapa 3).

O algarvio Amaro Antunes venceu no alto do Malhão em 2017, pela W52-FC Porto, e foi o melhor luso classificado em 5º da geral. Em 2018, irá defender as cores da CCC Sprandi Polkowice, equipa polaca ainda à espera de confirmação por parte da organização da prova sobre a sua presença na próxima edição (confirmada a ausência de convite a 21 de Dezembro de 2017).

“A Volta ao Algarve é uma prova muito especial para mim, pela moldura humana e pelos seus trajectos, que fazem com que seja uma corrida fantástica. As expectativas que tenho em relação à próxima edição são praticamente as mesmas que as de 2017. Será uma corrida aberta, com espectáculo garantido. As duas chegadas em alto e o elenco mantêm o espectáculo da prova. A alteração do contra-relógio poderá ser um pouco mais favorável aos homens da geral, trepadores que se defendam bem no crono”, referiu Amaro Antunes ao Cycling & Thoughts.

A primeira jornada, de 192,6 km, mantém a partida de Albufeira e a chegada a Lagos, com dois prémios de montanha em Aldeia dos Matos (4ª cat. km 43,9) e Eira da Cevada (3ª cat. km 84,6). A segunda etapa, de 187,9 km, substitui a partida de Lagoa Por Sagres, mantendo a chegada ao Alto da Fóia, uma subida de 1ª categoria com 15,2 km de extensão a 5% de pendente média. Antes, o pelotão terá ainda quatro subidas em Monte Ruivo (4ª cat. km 50,8), Marmelete (3ª cat. km 71,2), Alferce (3ª cat. km 107) e Sapeira (3ª cat. km 123,4)

O contra-relógio individual mantém-se ao terceiro dia, passando a ser disputado em Lagoa e não em Sagres, sendo o terreno técnico numa extensão de 20,3 km.

A quarta jornada, a mais longa de 199,2 km, mantém a partida de Almodôvar e a chegada a Tavira, com duas subidas de 4ª categoria em Neves (km 98,3) e Santa Marta (km 121). O quinto dia troca a partida de Loulé Por Faro, mantendo o tradicional desfecho no alto do Malhão ao final de 173,5 km, com uma primeira passagem pela subida de 3 km de extensão à falta de 40,9 km. A subida de 2ª categoria começa com 10,2% de pendente, aliviando para 3,9% nos últimos metros. Nesta derradeira etapa, o pelotão irá encontrar em três subidas em Picota (3ª cat. km 63,3), Alto da Ameixieira (3ª cat. km 99,6) e Vermelhos (3ª cat. km 153,2).

A Algarvia contará com transmissão em directo no Eurosport e TVI24.

Amaro Antunes (© Helena Dias)

Equipas confirmadas (a 21 de Dezembro de 2017):
WorldTour: Sky, Quick-Step Floors, BMC, Sunweb, Trek-SegafredoMovistar, Bora-hansgrohe, FDJ, Lotto NL-JumboLotto SoudalDimension DataKatusha-Alpecin e UAE Team Emirates.
Pro Continental: Wanty-Groupe Gobert,  Cofidis e Caja Rural-Seguros RGA.
Continental: Aviludo-LouletanoEfapelLA AlumíniosLiberty Seguros-CarglassMiranda-MortáguaRádio Popular-BoavistaSporting-TaviraVito-Feirense-BlackJack W52-FC Porto.

Percurso Volta ao Algarve 2018:
14/Fev, Et1 – Albufeira / Lagos 192,6 km
15/Fev, Et2 – Sagres / Fóia 187,9 km
16/Fev, Et3 – Lagoa / Lagoa (CRI) 20,3 km
17/Fev, Et4 – Almodôvar / Tavira 199,2 km
18/Fev, Et5 – Faro / Malhão 173,5 km

Etapa 1: Albufeira / Lagos

Etapa 2: Sagres / Fóia

Etapa 3: Lagoa / Lagoa

Etapa 4: Almodôvar / Tavira

Etapa 5: Faro / Malhão

Mapa Etapa 1

Mapa Etapa 2

Mapa Etapa 3

Mapa Etapa 4

Mapa Etapa 5


Palmarés Volta ao Algarve:
2017 Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo
2016 Geraint Thomas (GBr) Sky
2015 Geraint Thomas (GBr) Sky
2014 Michal Kwiatkowski (Pol) Omega Pharma-QuickStep
2013 Tony Martin (Ger) Omega Pharma-QuickStep
2012 Richie Porte (Aus) Sky
2011 Tony Martin (Ger) HTC-Highroad
2010 Alberto Contador (Esp) Astana
2009 Alberto Contador (Esp) Astana
2008 Stijn Devolder (Bel) QuickStep
2007 Alessandro Petacchi (Ita) Milram
2006 João Cabreira (Por) Maia-Milaneza
2005 Hugo Sabido (Por) Paredes Rota dos Móveis
2004 Floyd Landis (USA) US-Postal
2003 Claus Möller (Den) Maia-Milaneza-MSS
2002 Cândido Barbosa (Por) LA-Pecol
2001 Andrea Ferrigato (Ita) Alessio
2000 Alex Zulle (Sui) Banesto
1999 Melchor Mauri (Esp) Benfica
1998 Tomas Konecny (Cze) ZVVZ
1997 Cândido Barbosa (Por) Maia-Cin
1996 Alberto Amaral (Por) Troiamarisco
1995 Cássio Freitas (Bra) Recer-Boavista
1994 Vítor Gamito (Por) Sicasal-Acral
1993 Cássio Freitas (Bra) Recer-Boavista
1992 Joaquim Gomes (Por) Recer-Boavista
1991 Joaquim Andrade (Por) Sicasal-Acral
1990 Fernando Carvalho (Por) Ruquita-Feirense
1989 Fernando Carvalho (Por) Louletano-Vale do Lobo
1988 Joaquim Gomes (Por) Louletano-Vale do Lobo
1987 Manuel Cunha (Por) Toreense
1986 Manuel Cunha (Por) Lousa-Trinaranjus-Akai
1985 Eduardo Correia (Por) Sporting
1984 Belmiro Silva (Por) Ovarense
1983 Alexandre Ruas (Por) Lousa-Trinaranjus
1982 Alexandre Ruas (Por) Lousa-Trinaranjus
1981 Belmiro Silva (Por) FC Porto
1980 Firmino Bernardino (Por) Lousa
1979 Firmino Bernardino (Por) Lousa
1978 Joaquim Andrade (Por) Águias de Alpiarça
1977 Belmiro Silva (Por) FC Porto
1961 António Pisco (Por) Águias de Alpiarça
1960 José Manuel Marques (Por) Águias de Alpiarça

Sem comentários:

Enviar um comentário