GP Abimota: César Fonte impera em Manteigas, De Mateos mantém amarela

O Imperador do pelotão luso César Fonte (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack) venceu a terceira etapa do Grande Prémio Abimota. Na chegada a Manteigas, o camisola amarela Vicente de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé) manteve o comando da geral ao ser segundo na meta.


A terceira e penúltima etapa da 38ª edição do Grande Prémio Abimota viu o pelotão partir do empedrado da vila de Almeida, no distrito da Guarda, rumo a Manteigas. Os 171,2 km de jornada foram marcados pela onda de calor que assola Portugal e pelas dificuldades montanhosas de 3ª categoria na Aldeia Histórica de Castelo Mendo (km 61,7) e na Covilhã (km 148,8), esta última a 22,4 km da meta.

Na fuga do dia esteve o vencedor da etapa de ontem Ángel Sánchez (W52-FC Porto), acompanhado por Guillaume de Almeida (LA Alumínios-Metalusa-BlackJack), David Rodrigues (RP-Boavista) e os jovens Mateo García (Efapel) e Antonio de la Torre (EC Cartucho.es-Magro). O quinteto chegou a ter uma vantagem de cerca de 4 minutos para o pelotão, que não deu liberdade para os fugitivos disputarem a etapa.

Na aproximação à meta, Jesús del Pino (Efapel) foi o primeiro a abrir as hostilidades, mas o ataque do corredor espanhol, recente vencedor do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, foi correspondido por César Fonte, que se mostrou mais forte nos derradeiros metros, não deixando escapar a primeira vitória da temporada, a terceira da equipa LA Alumínios-Metalusa-BlackJack.

Depois de ter estado perto da vitória na etapa anterior, César Fonte chegou hoje ao triunfo, escalando ao 3º lugar da geral. Vicente de Mateos foi 2º na meta, mantendo a liderança com pouco mais de 1 minuto para o 2º da geral Filipe Cardoso (RP-Boavista), hoje 5º na meta. João Rodrigues (W52-FC Porto) fechou o pódio da jornada.

Nas demais classificações, Vicente de Mateos lidera também por pontos e na montanha, Ángel Sánchez comanda as metas volantes, o companheiro de equipa Joaquim Silva a meta autarquias e por equipas lidera a Efapel, seguida da W52-FC Porto e RP-Boavista.

Entre os mais jovens, Hugo Nunes (Miranda-Mortágua) foi 6º na meta, sendo o melhor corredor de equipa de clube e mantendo o comando da juventude, seguido de Gaspar Gonçalves (Liberty Seguros-Carglass) e Paulo Silva (Sicasal-Constantinos-Delta Cafés).

Amanhã, a quarta e última etapa irá ligar Gouveia a Águeda em 176,4 km.

Imperador César Fonte triunfa em Manteigas no GP Abimota (© Helena Dias)

Resultados Et3 [resultados completos]
1º César Fonte (Por) LA Alumínios-Metalusa-BlackJack 4:13:54 [40,457 km/h]
2º Vicente de Mateos (Esp) Louletano-Hospital de Loulé mt
3º João Rodrigues (Por) W52-FC Porto mt
4º Joni Brandão (Por) Sporting-Tavira mt
5º Filipe Cardoso (Por) RP-Boavista mt
6º Hugo Nunes (Por) Miranda-Mortágua mt
7º Jesús del Pino (Por) Efapel mt
8º Gaspar Gonçalves (Por) Liberty Seguros-Carglass mt
9º Sérgio Paulinho (Por) Efapel +10s
10º Frederico Figueiredo (Por) Sporting-Tavira +20s

Classificação Geral
1º Vicente Mateos (Esp) Louletano-Hospital de Loulé 11:25:09
2º Filipe Cardoso (Por) RP-Boavista +1:18s
3º César Fonte (Por) LA Alumínios-Metalusa-Blackjack +1:28s
4º João Rodrigues (Por) W52-FC Porto +1:29s
5º Jesús del Pino (Esp) Efapel +1:39s
6º Frederico Figueiredo (Por) Sporting-Tavira +1:46s
7º Hugo Nunes (Por) Miranda-Mortágua +2:41s
8º Gaspar Gonçalves (Por) Liberty Seguros-Carglass +2:41s
9º Hugo Sancho (Por) LA Alumínios-Metalusa-BlackJack +3:10s
10º Rafael Silva (Por) Efapel +4:36s
______
Ver também:

Sem comentários:

Enviar um comentário