Gilbert conquista Vuelta a Murcia

Philippe Gilbert (BMC) venceu este sábado a Vuelta a Murcia (1.1). No final dos 199,3 km entre San Janvier e Murcia, as pedaladas do ciclista belga prevaleceram sobre Alejandro Valverde (Movistar Team) e Ilnur Zakarin (Team Katusha).

“Hoje foi simplesmente um óptimo dia. Eu ganhei, mas na verdade foi uma vitória de toda a equipa. Corremos perfeitamente unidos. Fiz muitas corridas, mas nunca vi nada como isto na minha vida. Havia vinte corredores no topo da subida a 20 km do final e eu estava a sofrer, mas ainda estava lá. Pedalámos a todo o gás rumo à última subida e mantivemos o ritmo alto, quase a velocidade máxima. Tejay atacou a 2 km do topo no momento em que éramos apenas seis ou sete. Alcançámo-lo a 2 km do fim e depois arrisquei no sprint. Não havia hipótese de perdermos a corrida com Tejay a ganhar em solitário ou comigo ao sprint. Quero agradecer a todos os meus companheiros de equipa, porque realmente corremos unidos e foi muito bom”, afirmou Gilbert no final da jornada. Lembrou ainda que “No Dubai Tour já me senti bem. Recuperei bem e treinei muito entre as duas corridas, por isso, penso estar preparado para a temporada.

O dia contou com uma fuga composta por Miguel Ángel Benito (Caja Rural-Seguros RGA), Sander Helven (Topsport Vlaanderen-Baloise), Artem Ovechkin (Gazprom-Rusvelo), Kleber Ramos (Funvic Soul Cycles-Carrefour), Beñat Txoperena (Euskadi-Murias) e Kamil Gradek (Verva ActiveJet). O sexteto chegou a ter 8m de vantagem para o pelotão, que depressa apagou a distância chegados à 1ª categoria de Collado Bermejo (km 119,3), precedida pela primeira subida do dia a Alto de Aledo (3ªcat. km 107,1).

À falta de 80 km restava um grupo de 20 corredores na frente, momento em que a espanhola Movistar Team tentou tomar o comando da corrida com Alejandro Valverde, Rubén Fernández e Ion Izagirre. Contudo, a BMC não permitiu o assalto espanhol, controlando na frente para o primeiro ataque desferido por Tejay Van Garderen. O norte-americano ainda coroou o último alto do dia, em Cresta del Gallo (3ªcat. km 186,2), sendo em seguida alcançado pelo grupo de Valverde onde vinha Gilbert.

No sprint final, Gilbert foi mais forte vencendo a prova e conquistando para a BMC a terceira vitória da temporada, a somar aos triunfos dos companheiros Rohan Dennis nos Nacionais da Austrália em contra-relógio e a 5ª etapa do Santos Tour Down Under por Richie Porte.

Presente na prova espanhola esteve a equipa continental lusa Louletano-Hospital de Loulé, destacando-se o luso Sandro Pinto na 35ª posição. O internacional José Mendes (Bora-Argon18) também competiu, não terminando a prova.
 
Gilbert triunfa em Murcia (foto Bettini)



Resultados
1 Philippe Gilbert (Bel) BMC 5:02:19
2 Alejandro Valverde (Esp) Movistar Team m.t.
3 Ilnur Zakarin (Rus) Team Katusha m.t.
4 Luis León Sanchez (Esp) Astana m.t.
5 Ben Hermans (Bel) BMC +4”
6 Tanel Kangert (Est) Astana +15”
7 Tejay Van Garderen (USA) BMC +18”
8 Dario Cataldo (Ita) Astana +1:05”
9 Daniel Navarro (Esp) Cofidis +1:06”
10 Víctor de la Parte (Esp) CCC Sprandi Polkowice +1:09”
35 Sandro Pinto (Por) Louletano-Hospital de Loulé +6:16”
37 Francisco Gomez (Esp) Louletano-Hospital de Loulé +6:21”
46 João Benta (Por) Louletano-Hospital de Loulé +7:37”
66 Vicente de Mateos (Esp) Louletano-Hospital de Loulé +8:54”
DNF José de Segovia (Esp) Louletano-Hospital de Loulé
DNF Eloy Teruel (Esp) Louletano-Hospital de Loulé
DNF José Mendes (Por) Bora-Argon18
Resultados completos aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário