Et5 Volta ao Algarve: Contador vence no Malhão, Thomas conquista Algarvia

O espanhol Alberto Contador (Tinkoff) voltou a conquistar o Alto do Malhão, repetindo o recital de 2010 e 2014, finalizando em 3º da geral. O britânico Geraint Thomas (Team Sky) venceu pelo segundo ano consecutivo a Volta ao Algarve (2.1) e o espanhol Ion Izagirre (Movistar Team) terminou em 2º no pódio final. Entre os portugueses, Amaro Antunes (LA Alumínios-Antarte) fechou em 10º da geral uma brilhante 42ª edição da Algarvia, cruzando a última linha de meta na 4ª posição.

No final da etapa, Contador afirmou: “Estou feliz, é um bom resultado. Além disso, é uma corrida que sempre me traz sorte e sabia que vinha bem, apesar de serem muitos meses sem competir. No segundo dia faltou-me alguma energia, alimentei-me mal na parte final e isso fez com que perdesse mais tempo do que devia em condições normais. Para mim hoje é um dia importante, acreditava que estava bem, que podia ganhar, por isso pusemos a equipa a trabalhar juntamente com a equipa Movistar. Estou contente por dar esta vitória a Tinkoff, por todo o seu trabalho e confiança como sponsor durante estes últimos quatro anos, e também para agradecer à minha equipa o trabalho feito nesta Volta ao Algarve. Estou feliz por ter conseguido o pódio.” Da equipa de Contador fez parte o luso Sérgio Paulinho, 58º na geral.

Alberto Contador triunfa no Malhão
(foto Bettini)

Na quinta e última etapa da Volta ao Algarve, o pelotão percorreu 169 km partindo de Almodôvar até à tradicional chegada ao alto do Malhão, em Loulé, tendo no menú quatro prémios de montanha, entre eles duas passagens pelo Malhão, sendo a última a coincidir com a linha de meta.

O km 9 marcou o início da fuga com os ciclistas das equipas lusas Filipe Cardoso (Efapel) e Carlos Jiménez (Rádio Popular-Boavista) a integrarem a aventura juntamente com Simon Pellaud (IAM Cycling), Anton Vorobyev (Team Katusha), Dylan Groenewegen (LottoNL-Jumbo), Yaroslav Popovych (Trek-Segafredo), Jan Bárta (Bora-Argon18), Lluís Mas (Caja Rural-Seguros RGA) e Alexandr Kolobnev (Gazprom-RusVelo). A primeira montanha (3ªcat. km 83,7) foi coroada pelo russo Kolobnev, contando a fuga com 3m de vantagem para o pelotão.

Nos últimos 40 quilómetros escalaram-se as três cruciais subidas da jornada. À primeira passagem pelo Alto do Malhão (2ªcat. km 126,2), resistiam na frente apenas Alexandr Kolobnev e Lluís Mas, sendo o russo a coroar em primeiro o alto, seguido do espanhol. Atrás vinha o pelotão encabeçado por Jonathan Castroviejo (Movistar Team) e Salvatore Puccio (Team Sky), mas sem Tony Martin (Etixx-Quick Step) no grupo, começando aqui o alemão a perder em definitivo a camisola amarela.

Com as duas últimas subidas pela frente e 30 km por pedalar, Kolobnev foi o último a ser alcançado, coroando ainda o alto de Vermelhos (3ªcat. km 147), prontamente seguido pelo pelotão comandado pela francesa FDJ.

Fuga anulada, o pelotão rolou compacto até a aparente tranquilidade quebrar-se a 7 km do final pelo ataque desferido por David de la Fuente (Sporting CP-Tavira), prontamente anulado.

Os derradeiros 2,6 km de subida ao Malhão marcaram o ataque de Alberto Contador (Tinkoff). À imagem das suas duas anteriores vitórias neste alto, o campeão espanhol voltou a derrubar as pendentes de 9,4% de média e conquistou a linha de meta com 20s de diferença para Fabio Aru (Astana), Thibaut Pinot (FDJ) e Amaro Antunes (LA Alumínios-Antarte) e 28s sobre o vencedor da 42ª edição Geraint Thomas (Team Sky).

Geraint Thomas afirmou no final da etapa: “Foi um dia duro, o vento tornou-o ainda mais difícil. Só queríamos chegar o mais depressa possível à última subida e quando Contador atacou, nós tínhamos 1m na CG [Classificação Geral], tentámos manter a calma e não nos precipitarmos para tentar ganhar a etapa e perder a geral. Resultou bem.” O britânico acrescentou ainda sobre a segunda vitória consecutiva na Algarvia: “Não sabia o que esperar vindo aqui, tive a mais longa pré-temporada de sempre com cerca de cinco semanas parado, um começo lento. Chegar aqui e ganhar novamente é muito bom. Este ano senti mais pressão vindo como líder da equipa, já que no ano passado vim com Richie Porte e eu como segundo líder foi um bónus ganhar. Vir com toda essa pressão, ter os companheiros a correr para mim, penso que é muito bom.” Quanto ao Tour de France, concluiu: “O meu plano é ir ao Tour o melhor possível para ajudar Froomie [Chris Froome]. Se puder olhar um pouco por mim mais do que o ano passado e conseguir um resultado pessoal será bom, mas o principal é tentar ganhar com o Froomie.”

Portugal terminou a Algarvia com cinco corredores no Top 20. Amaro Antunes fez valer o seu talento perante as esquadras World Tour, fechando em 10º da geral, seguido de Tiago Machado (Team Katusha) em 11º, Nelson Oliveira (Movistar Team) em 13º, Ricardo Vilela (Caja Rural-Seguros RGA) em 15º e André Cardoso (Cannondale) em 20º.

Nas demais classificações, Marcel Kittel (Etixx-Quick Step) conquistou a camisola dos pontos, Alexandr Kolobnev (Gazprom-Rusvelo) a montanha, Tiesj Benoot (Lotto Soudal) a juventude e a Katusha de Tiago Machado triunfou por equipas.

Dos 189 corredores que iniciaram a 42ª Volta ao Algarve, 149 finalizaram a Algarvia. O lanterna vermelha desta edição foi o espanhol Francisco Cantero (Louletano-Hospital de Loulé).

Pódio final 42ª Volta ao Algarve:
1ºGeraint Thomas 2º Ion Izagirre 3º Alberto Contador
(foto www.voltaaoalgarve.com)

Resultados Et5
1 Alberto Contador (Esp) Tinkoff 4:24:47
2 Fabio Aru (Ita) Astana +20”
3 Thibaut Pinot (Fra) FDJ +20”
4 Amaro Antunes (Por) LA Alumínios-Antarte +20”
5 Geraint Thomas (GBr) Team Sky +28”
6 Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo +28”
7 Rigoberto Urán (Col) Cannondale +28”
8 Dries Devenyns (Bel) IAM Cycling +30”
9 Julián Arredondo (Col) Trek-Segafredo +30”
10 Jarlinson Pantano (Col) IAM Cycling +30”

CG Final
1 Geraint Thomas (GBr) Team Sky 18:34:15
2 Ion Izagirre (Esp) Movistar Team +19”
3 Alberto Contador (Esp) Tinkoff +26”
4 Thibaut Pinot (Fra) FDJ +32”
5 Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo +49”
6 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal +50”
7 Ilnur Zakarin (Rus) Team Katusha +1:03”
8 Jarlinson Pantani (Col) IAM Cycling +1:04”
9 Fabio Aru (Ita) Astana +1:25”
10 Amaro Antunes (Por) LA Alumínios-Antarte +1:27”
11 Tiago Machado (Por) Team Katusha +1:32”
12 Sebastien Reichenbach (Sui) FDJ +1:37”
13 Nelson Oliveira (Por) Movistar Team +1:54”
14 Frank Schleck (Lux) Trek-Segafredo +2:21”
15 Ricardo Vilela (Por) Caja Rural-Seguros RGA +2:34”
16 Tiesj Benoot (Bel) Lotto Soudal +2:39"
17 Zdenec Stybar (Cze) Etixx-Quick Step +2:45"
18 Jordi Simón (Esp) Verva ActiveJet +3:27"
19 Eduard Prades (Esp) Caja Rural-Seguros RGA +3:30"
20 André Cardoso (Por) Cannondale +3:40"
Resultados completos aqui
______
Et4 Volta ao Algarve: Kittel vence em Tavira
Et1 Volta ao Algarve: Kittel vence em Albufeira
Volta ao Algarve 2016: percurso e equipas

Sem comentários:

Enviar um comentário