Daniela Reis e CC Bairrada conquistam Critério de Pista Onofre Tavares

A temporada de Pista 2014/2015 abriu no passado dia 29 com o Critério Onofre Tavares, destacado ciclista luso das décadas de 40/50 que honrou no sábado com a sua presença a batalha vivida na pista de Sangalhos.

GM Cycling Team, uma nova esquadra italiana

Itália, terra de ciclismo e da nova esquadra continental GM Cycling Team. Sediada na bela região de Abruzzo e tendo como cenário envolvente o mar Adriático, a equipa criada pelo presidente Gabriele Marchesani e pelo manager Carmine Santoleri tem por objectivo mostrar ao mundo ciclístico o talento da juventude italiana.

Paulo Silva: “A vertente psicológica neste primeiro ano é determinante”

Paulo Silva (1995) cumpriu de forma positiva o primeiro ano sub-23 na equipa Liberty Seguros/Feira/KTM. Em constante aprendizagem, demonstrou ser uma peça importante no seio da esquadra que alcançou este ano a vitória da Volta a Portugal do Futuro e da Taça de Portugal Sub-23 pelo companheiro Rúben Guerreiro.

O novo desafio de São João de Ver

O ano de 2015 aproxima-se a pedaladas largas trazendo consigo novidades e desafios ao pelotão nacional. Se nas esquadras continentais as movimentações não param, nas equipas de clube sub-23 as mudanças são ainda mais visíveis, nomeadamente no Sport Ciclismo São João de Ver, casa de uma das equipas mais importantes do escalão de formação das últimas temporadas.

Calendário Português de Estrada 2015

A Federação Portuguesa de Ciclismo divulgou o calendário de estrada elite/sub-23 para 2015, que irá desenrolar-se de Fevereiro a Outubro. A Volta ao Algarve dará o tiro de partida, caindo o pano com o tradicional Festival de Pista em Tavira. Pelo meio, a próxima temporada irá contar com interessantes novidades a fim de melhorar o panorama ciclístico nacional.

Viagem ao mundo do Clube José Maria Nicolau

Há 11 anos, surgia em Portugal o Clube de Ciclismo José Maria Nicolau pelas mãos de José Nicolau, neto do saudoso ciclista do Benfica vencedor de inúmeras etapas e duas Voltas a Portugal na década de 30. José Nicolau, também ele ciclista dos 9 aos 22 anos, acabaria por abandonar os pedais após 4 anos no amadorismo e sem contrato profissional à vista. Sem qualquer ressentimento, olhou em frente rumo a novos projectos. Contudo, o ciclismo estava enraizado na sua vida de tal forma que depressa se viu envolvido no labor de uma equipa do Cartaxo, passando a director desportivo das camadas jovens em 1989/90.